jusbrasil.com.br
23 de Agosto de 2019

A impunidade e penas brandas

Isso incentiva a prática de crimes cada vez mais graves?

Publicado por David Fontana
há 11 meses

Preso por estupro, homem mata filha de 13 anos um dia após sair da cadeia

Redação VEJA São Paulo

leticia-tanzi Leticia Tanzi assassinada pelo prprio pai em So Roque

Na madrugada desta quarta (3), em São Roque, a 70 quilômetros da capital, um homem identificado como Horácio Lucas, de 28 anos, invadiu a casa da ex-mulher e matou a própria filha, Leticia Tanzi Lucas, de 13 anos. O crime ocorreu um dia após o acusado ter deixado a prisão, onde respondia pela acusação de estupro.

Ao chegar ao local, por volta das 2 da manhã, a PM encontrou Letícia esfaqueada, porém ainda com vida. No endereço, estava ainda o irmão da vítima, de apenas 6 anos de idade. A mãe também foi agredida pelo criminoso. A menina chegou a ser socorrida para a Santa Casa da cidade, mas não resistiu aos ferimentos.

Horácio Lucas está foragido e deve responder pelo crime de feminicídio. Ele é procurado desde a notificação do crime. Nenhuma testemunha prestou depoimento sobre o caso.

Nas redes sociais da garota, amigos e conhecidos deixam mensagens pedindo por justiça. No colégio em que a Leticia estudava, colegas fizeram uma oração na manhã desta quarta.

Polícia revela provável motivação do pai que esfaqueou menina de 13 anos

Na madrugada desta quarta (3), em São Roque, a 70 quilômetros da capital, um homem identificado como Horácio Lucas, de 28 anos, invadiu a casa da ex-mulher e matou a própria filha, Leticia Tanzi Lucas, de 13 anos.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, o homem teria matado a jovem após ela se negar a retirar a queixa de estupro que fizera à policia contra ele, em junho deste ano. O assassinato ocorreu um dia após Horácio Lucas deixar a prisão.

Por volta das 2 horas da manhã, a PM encontrou Leticia no local do crime com ferimentos de faca. A menina chegou a ser socorrida com vida, mas não resistiu aos ferimentos. Durante a ação, o criminoso também agrediu a mãe da jovem, que não teve a identidade revelada – após o ocorrido, a polícia pediu uma medida protetiva a ela.

Nas redes sociais, uma tia de Leticia disse que a menina “nunca demonstrou os abusos pelos quais passou” e que espera por justiça. De acordo com postagens da mulher, o enterro da garota está marcado para esta quinta (4), às 9h, no Cemitério do Cambará, em São Roque.

Emfim...

Podemos extrair disso como nosso atual sistema criminal, bem com as leis e aplicação das mesmas são fora de nossa atual realidade, onde não se puni com rigor, pelo contrário, incentiva a prática de delitos mais graves, uma vez da certeza de difícil punição, ou ainda quando a tem, não é proporcional a gravidade do ato cometido, assim como a expectativa de vida aumentou muito e fizeram inclusive uma reforma previdenciária em razão disso, também devemos aumentar o tempo de prisão permitido para crimes como estupro e homicídio, vez que o tempo que efetivamente cumpre de pena é tão ínfimo que não faz o criminoso pensar 2 vezes para cometer o ato. Precisamos de uma mudança severa urgente, enquanto isso, só mais inocentes irão perecer, e os marginais se aproveitar desse sistema.

3 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Se não havia dúvida de que ele cometera o estupro, e entendo eu que não tinha já q ele foi preso, foi pq foi possível provar, por meio de evidências físicas o fato, não se baseando só na palavra, pq ele não continuou preso, para segurança da vítima, até a decisão final? Só se deve prender quando se tem a prova da materialidade e autoria do crime, então se não havia dúvidas sobre o ato nefasto do pai contra a filha, pq soltá-lo? continuar lendo

O Brasil prefere sempre resguardar os que infringem a lei do que garantir a segurança de quem não a infringe, é uma inversão de valores que esta difícil de mudar e que os criminalistas não ajudam, vivendo em mundos de utopia como se os que cometem crimes fosse vítimas da sociedade opressora...

São discursos que vem custando a vida de muitos inocentes, rezo para que apareçam justiceiros, pois não tem como viver em um país assim, viramos prezas na mão de caçadores. continuar lendo

Só no Brasil que um verme desses sai da cadeia após estuprar a própria filha e a cunhada. Em um país decente ele já estaria comendo capim pela raiz depois da eletricidade passar por seu infame corpo até que não restasse mais nenhum suspiro de vida. continuar lendo